PF faz buscas na casa de Lula e o leva a depor por fraude na Petrobras

São Paulo, 4 Mar 2016 (AFP) - A Polícia Federal fez buscas nesta sexta-feira na residência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em São Paulo e o levou para prestar depoimento para investigar se cometeu crimes de corrupção e de lavagem de dinheiro no âmbito dos escândalos da Petrobras, informaram o Ministério Público e o porta-voz do Instituto Lula.

"A polícia federal faz hoje uma operação de busca e apreensão na casa dele, no Instituto Lula e nas casas de uma série de assessores e pessoas de sua família", afirmou à AFP José Chrispiniano, assessor de imprensa do ex-presidente e do Instituto que leva seu nome.

O porta-voz também confirmou que Lula é alvo de um mandado de condução coercitiva.

Os mandados de busca e condução coercitiva para depor "estão sendo executados pela Polícia Federal para investigar possíveis crimes de corrupção e lavagem de dinheiro do esquema Petrobras praticados pelo ex-presidente Lula e associados", disse o Ministério Público Federal do Paraná, que investiga a fraude da Petrobras, em um comunicado.

"Há evidências de que o ex-presidente Lula recebeu valores oriundos do esquema Petrobas por meio do envio e reforma de um apartamento triplex e de um sítio em Atibaia, de entrega de móveis de luxo nos dois imóveis e do armazenamento dos bens por uma empresa de transporte", sustentou o Ministério Público.

"Também são investigados pagamentos ao ex-presidente realizados por empresas investigadas na Operação Lava Jato, a título de supostas doações e palestras", acrescentou.

A polícia informou que cerca de 200 policiais federais e 30 auditores cumprem 44 mandados judiciais (33 de busca e apreensão e 11 de condução coercitiva) no Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia, e convocou uma coletiva de imprensa para as 10h00 (horário de Brasília).

A operação realizada nesta sexta-feira forma parte da investigação de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro vinculados à trama que desviou mais de 2 bilhões de dólares da Petrobras, e não inclui ordens de prisão.

As buscas ocorrem um dia após um vendaval político no Brasil, depois do vazamento de supostas declarações de um senador governista acusando a presidente Dilma Rousseff de interferir na investigação do escândalo na Petrobras e Lula, que governou o país de 2003 a 2010, de estar ciente do esquema de corrupção.

lbc-dw/ll/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos