EUA 'considera seriamente' ameaça nuclear da Coreia do Norte

Washington, 8 Mar 2016 (AFP) - Os Estados Unidos informaram nesta segunda-feira que consideram muito seriamente as ameaças da Coreia do Norte de um ataque nuclear preventivo, mas prosseguirá com os exercícios militares conjuntos com os aliados sul-coreanos.

O porta-voz do departamento de Estado John Kirby destacou que o comportamento recente da Coreia do Norte, ao realizar testes com um artefato nuclear e um foguete de longo alcance, já produziu novas sanções da ONU contra o governo de Kim Jong-Un.

"Kim Jong-Un tem uma alternativa, que claramente parece não querer tomar, que é baixar a tensão na península, para dedicar seus recursos e energia ao povo da Coreia do Norte e à paz e segurança da região, no lugar de tratar de elevar a aposta com este tipo de comentário".

As forças sul-coreanas e americanas iniciaram nesta segunda-feira as manobras conjuntas mais importantes organizadas até o momento na península coreana, e Pyongyang ameaçou responder com ataques nucleares indiscriminados.

Estes exercícios anuais de Washington e Seul agravam sistematicamente as tensões entre o Norte e o Sul.

As manobras conjuntas, batizadas de "Key Resolve" e "Foal Eagle", tem desta vez uma envergadura jamais vista na Coreia do Sul, com a participação de 15 mil homens dos EUA, quatro vezes mais que em 2015.

wat-dc/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos