Suíça prende 15 supostos membros da máfia calabresa 'Ndrangheta

Genebra, 8 Mar 2016 (AFP) - A polícia suíça prendeu quinze supostos membros da máfia calabresa 'Ndrangheta procurados pela polícia italiana, anunciou nesta terça-feira o Escritório Federal de Justiça (FOJ).

A polícia realizou as prisões nos cantões de Thurgau, Zurique e Valais. Os suspeitos, todos de nacionalidade italiana, são acusados de pertencer a uma organização criminosa pela Itália, que pediu a sua extradição em 2015 e 2016, segundo o FOJ.

As autoridades suíças também deverão decidir sobre o pedido de extradição dessas pessoas, a maioria das quais vivem na Suíça há anos, acrescentou.

Além dos detidos, dois outros suspeitos terão que se apresentar à justiça, uma vez que adquiriram a nacionalidade suíça, de modo que não puderam ser presos para extradição.

De acordo com Nicola Gratteri, procurador da Calabria, a temida 'Ndrangheta tem sido "parceira" na Europa do narcotraficante mexicano Joaquin "El Chapo" Guzman, que foi capturado em meados de janeiro no México.

A 'Ndrangheta tem quase o monopólio sobre a importação de cocaína para a Europa, controlando cerca de 80% do tráfico, segundo afirmou à AFP um especialista na organização criminosa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos