Centenas de migrantes são parados pelo exército da Macedônia

Gevgelija, Macedónia, 14 Mar 2016 (AFP) - Centenas de migrantes do campo de Idomeni, na Grécia, foram parados nesta segunda-feira à tarde pelo exército macedônio depois de terem entrado no país por uma rota alternativa, constatou um jornalista da AFP.

Além disso, vinte jornalistas que acompanhavam a marcha que partiu no final do dia de Idomeni, e que continuava às 16h00 GMT (13h00 de Brasília), foram levados pela polícia para uma delegacia em Gevgelija, acrescentou o repórter, que faz parte do grupo de detidos.

Passando pelos campos e atravessando um rio, um pouco a oeste de Idomeni, os migrantes conseguiram passar pela cerca de arame farpado erguida pela Macedônia, que bloqueou na semana passada a passagem de migrantes em Idomeni, para entrar em território macedônio, na cidade de Moin.

Mas o exército cercou o grupo e fez com que todos sentam-se no chão, com o propósito claro de organizar o seu regresso à Grécia, enquanto interpelava os jornalistas e ativistas que acompanhavam a marcha.

De acordo com outros jornalistas da AFP, várias centenas de migrantes ainda seguiam caminhando no início da noite em direção a Moin. Não foi possível determinar se alguns conseguiram escapar das forças macedônias.

Esta é a primeira vez que um movimento dessa magnitude ocorre desde que a passagem de Idomeni foi fechada na segunda-feira passada.

Em 29 de fevereiro, cerca de 300 manifestantes que tentavam forçar a passagem foram alvejados com gás lacrimogêneo disparado pelas forças de ordem macedônias.

Atualmente, pelo menos 12.000 migrantes seguem bloqueados em Idomeni, em condições terríveis.

bur-wv-od/pjl/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos