Pyongyang denuncia na ONU manobras militares de EUA-Coreia do Sul

Nova York, 17 Mar 2016 (AFP) - A Coreia do Norte solicitou nesta quarta-feira uma "reunião urgente" do Conselho de Segurança para denunciar as manobras militares conjuntas realizadas por Estados Unidos e Coreia do Norte.

Em carta enviada ao Conselho, o representante permanente norte-coreano, Ja Song Nam, afirmou que estas manobras "constituem uma grande ameaça contra a Coreia do Norte e também contra a paz e a segurança internacionais, o que exige um exame urgente do Conselho de Segurança".

"Em consequência, pedimos que o assunto das manobras militares conjuntas seja colocado na agenda do Conselho e que se convoque uma reunião de emergência" para tratar do tema, acrescentou o embaixador.

Pyongyang já fez solicitações neste sentido em outras ocasiões, que foram ignoradas pelo Conselho de Segurança.

A carta do embaixador assinala que se o Conselho não abordar o tema "isto mostrará que renunciou a sua missão prioritária (...) e que não apenas perdeu sua credibilidade internacional, mas também se transformou em um instrumento político nas mãos de apenas uma potência", em referência aos Estados Unidos.

A Coreia do Sul e os Estados Unidos iniciaram no dia 6 de março as manobras conjuntas mais amplas já realizadas na península coreana, e Pyongyang ameaça retaliar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos