Atentados de Paris: Salah Abdeslam preso em Bruxelas

Paris/Bruxelles, 18 Mar 2016 (AFP) - Salah Abdeslam, suspeito-chave dos atentados que deixaram 130 mortos em 13 de novembro em Paris, foi preso nesta sexta-feira durante uma operação policial em Bruxelas, informaram fontes policiais francesas.

O secretário de Estado para o Asilo e Migração, Theo Francken, confirmou em um breve tuíte a prisão do suspeito. "Nós o temos", escreveu.

Segundo fontes policiais, Abdeslam, de 26 anos, foi ferido em uma perna durante uma troca de tiros com as forças policiais.

Um pouco mais cedo, uma fonte policial havia indicado que um homem tinha sido preso, um outro ferido e um terceiro encurralado na localidade de Molenbeek.

"Duas pessoas foram feridas" durante a ação em uma residência em Molenbeek, afirmou à AFP o prefeito da localidade, Françoise Schepmans.

Uma pessoa tentou fugir durante a ação e foi atingida pela polícia no meio da rua, de acordo com uma outra autoridade de Molenbeek, citando testemunhas.

Um helicóptero sobrevoava a área nesta tarde, constatou um jornalista da AFP.

O presidente francês, François Hollande, dirigiu-se imediatamente ao gabinete do priemiro-ministro belga, Charles Michel, para se manter informado sobre a operação policial.

Salah Abdeslam, um francês de origem marroquina, radicalizado quando ainda morava em Molenbeek, é suspeito de ter tido um papel central na logística dos atentados jihadistas de 13 de novembro em Paris.

Seu rastro foi perdido depois que conseguiu fugir de Paris no dia seguinte dos atentados.

Na terça-feira, impressões digitais do homem mais procurado da Europa foram encontradas em um apartamento revistado pela polícia na capital belga.

pta-rb-mad-sva/tmo/fff/bpi/lpt/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos