Salah Abdeslam 'queria se explodir' em Paris em novembro mas 'desistiu'

Paris, 19 Mar 2016 (AFP) - Salah Abdeslam, detido na sexta-feira em Bruxelas, afirmou aos investigadores belgas que "queria se explodir" no dia 13 de novembro, em Paris, mas depois "desistiu", declarou neste sábado o procurador de Paris em coletiva de imprensa.

"Estas primeiras declarações, que devem ser tomadas com cautela, deixam pendentes toda uma série de perguntas", completou François Mollins. Salah Abdeslam, suspeito-chave nos atentados que deixaram 130 mortos na capital francesa, "terá que dar explicações" a respeito, declarou o procurador.

O suspeito, de 26 anos, "neste ponto da investigação, parece ter tido um papel central na constituição dos comandos do 13 de novembro, na preparação logística dos atentados, além de ter estado ele mesmo presente em Paris no 13 de novembro".

Sua detenção é "um avanço muito importante" para a investigação, considerou Molins. "As pesquisas continuam sem pausa, na França e na Bélgica", para identificar "todos os atores" dos ataques.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos