Grupo Estado Islâmico reivindica em comunicado atentados de Bruxelas

Beirute, 22 Mar 2016 (AFP) - O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) reivindicou os atentados que deixaram ao menos 34 mortos em Bruxelas nesta terça-feira, em um comunicado publicado na internet.

"Uma célula secreta de soldados do califado (...) realizou um ataque contra o estado cruzado da Bélgica, que está lutando contra o Islã e seu povo", afirmou.

Os atacantes usavam coletes e artefatos explosivos, assim como metralhadoras, destacou o comunicado, acrescentando que "detonaram seus coletes" em meio às vítimas no aeroporto e no metrô.

O comunicado também assegurou que os países que combatem os extremistas têm "dias escuros pela frente".

Mais cedo, a agência de notícias Aamaq, vinculada ao EI, tinha noticiado que "combatentes do Estado Islâmico lançaram uma série de atentados com cintos explosivos e dispositivos na terça-feira contra um aeroporto e uma estação de metrô no centro da capital belga, Bruxelas".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos