Ministro israelense acusa Europa de ter ignorado o perigo

Jerusalém, 22 Mar 2016 (AFP) - Reagindo aos atentados de Bruxelas nesta terça-feira, um ministro israelense acusou a Europa de ter ignorado o perigo de ter "células terroristas islâmicas" em seu território e preferir criticar Israel.

"Repito: muitos são os que na Europa preferiram se ocupar com a loucura de condenar Israel, etiquetar seus produtos e boicotá-los, mesmo que, diante dos narizes dos cidadãos do continente, crescessem milhares de células terroristas de extremistas islâmicos", afirmou o ministro de Ciência, Tecnologia e Espaço, Ofir Akunis, em sua página Facebook.

Akunis, próximo ao primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, se refere à decisão da União Europeia (UE) de etiquetar os produtos procedentes das colônias nos territórios ocupados, para distingui-los dos fabricados em Israel.

A UE considera ilegal a colonização israelense nos territórios palestinos.

Uma grande parte da direita israelense denuncia a etiquetagem como uma medida de boicote contra Israel, o que a UE nega.

mjs/dr/es/mb/cc

Facebook

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos