ONU retira sanções a navios acusados de colaborar com Pyongyang

Nova York, 22 Mar 2016 (AFP) - A pedido de Pequim, o Conselho de Segurança da ONU aceitou suspender as sanções impostas a quatro navios suspeitos de colaborarem nos programas militares norte-coreanos - informaram fontes diplomáticas nesta terça-feira.

Essas sanções faziam parte de uma série de medidas muito estritas decididas pelo Conselho em 2 de março, por iniciativa dos Estados Unidos, em represália ao quarto teste nuclear de Pyongyang em janeiro passado.

O Conselho elaborou uma lista negra com 31 navios alugados pela companhia marítima norte-coreana Ocean Maritime Management (OMM). Sobre a OMM já pesam sanções internacionais por sua contribuição para os programas nuclear e balístico da Coreia do Norte.

"O Conselho aceitou a demanda" chinesa, indicou um diplomata.

Desde 6 de janeiro, quando a Coreia do Norte lançou seu quarto teste nuclear, a tensão subiu na península. Um mês depois do teste, Pyongyang disparou vários foguetes de longo alcance, considerados pela comunidade internacional como testes dissimulados de mísseis balísticos.

O Conselho de Segurança da ONU respondeu, decretando as sanções mais duras já impostas ao país comunista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos