Bombardeio americano matou 40 combatentes de Al-Qaeda no Iêmen

Adem, 23 Mar 2016 (AFP) - A Al-Qaeda na Península Arábica (AQPA) perdeu pelo menos 40 combatentes em um bombardeio americano no sudeste do Iêmen, anunciaram nesta quarta-feira no sudeste do Iêmen, anunciaram fontes tribais e governamentais.

"Ao menos 40 combatentes da Al-Qaeda morreram e outros 25 ficaram feridos no ataque aéreo de terça-feira contra um campo de treinamento em Hajr, ao oeste de Mukalla, uma cidade controlada pela rede extremista desde abril de 2015", declarou à AFP uma fonte governamental local.

Uma fonte tribal confirmou o balanço e disse que "os mortos e feridos eram novos recrutas que estavam sendo formados pela Al-Qaeda".

"Outros combatentes que estavam no campo conseguiram escapar", completou.

Com o temor de novos bombardeios, os partidários da Al-Qaeda abandonaram os edifícios públicos que ocupavam em Mukalla e enviaram cinco veículos militares aos arredores do hospital no qual os feridos do bombardeio foram internados.

Durante a noite, o Pentágono anunciou que um bombardeio americano teria provocado "dezenas" de mortos em um campo utilizado por mais de 70 combatentes, sem revelar onde.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos