Britânico é culpado de preparar atentado inspirado pelo EI

Londres, 23 Mar 2016 (AFP) - Um britânico de 21 anos, que jurou fidelidade ao grupo Estado Islâmico, foi condenado nesta quarta-feira por um tribunal de Londres de planejar um ataque terrorista contra policiais e soldados em 2014.

Outro jovem, de 22 anos, declarou-se culpado no mesmo caso, ainda em julgamento. Dois outros suspeitos foram absolvidos.

O grupo foi acusado de planejar um ataque contra uma delegacia e um quartel militar no oeste de Londres.

"A intenção era conseguir uma scooter que seria utilizada para atirar em policiais, soldados ou transeuntes", informou Dean Haydon, chefe da unidade anti-terrorista da Scotland Yard.

"Eles não tinham a intenção de morrer como mártires, o que me faz crer que eles queriam semear o pânico e matar", acrescentou.

O homem condenado nesta quarta-feira é Suhaib Majeed. Ele é apresentado como o braço direito do Tarik Hassane, um estudante de medicina no Sudão, que se declarou culpado em fevereiro.

Os dois, que vivem em Londres, terão suas penas informadas em uma data posterior.

Considerado como o líder do grupo, Tarik Hassane, apelidado de "o cirurgião", prometeu lealdade ao grupo Estado Islâmico em 2014, pouco antes de planejar os ataques.

Ele estava em contato "com pessoas na Síria", segundo a polícia, que não exclui a possibilidade de Tarik Hassane ter estado neste país.

Suhaib Majeed, que ele conheceu na escola, era seu principal cúmplice. Ele foi encarregado de fazer o reconhecimento da área visada, no oeste de Londres, e de obter uma arma e munição.

O juiz pediu ao júri para ignorar os ataques que mataram 31 pessoas na terça-feira, em Bruxelas, no momento de pronunciar as penas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos