Segundo homem-bomba do aeroporto de Bruxelas é identificado como Najim Laachraoui

Bruxelas, 23 Mar 2016 (AFP) - O segundo homem-bomba que participou do ataque ao aeroporto de Bruxelas foi identificado pelas autoridades como Najim Laachraoui, um belga de origem marroquina de 24 anos e que estaria ligado aos ataques de Paris, indicou nesta quarta-feira à AFP a polícia.

Seu DNA foi encontrado em várias residências utilizadas pelos extremistas que cometeram os ataques de 13 de novembro na capital francesa, bem como nos artefatos explosivos utilizados.

Segundo o jornal flamengo De Standaard e RTBF, ele é o segundo homem-bomba morto terça-feira no saguão de embarque do aeroporto de Bruxelas juntamente com Ibrahim El Bakraoui.

A explosão deixou ao menos 15 mortos. Um terceiro homem que participou do ataque fugiu e é procurado pela polícia.

As fontes policiais que confirmaram a informação à AFP, já evocadas pela imprensa belga, não indicaram o que permitiu a identificação de Najim.

Najim Laachraoui, nascido em 18 de maio de 1991 no Marrocos, cresceu no bairro de Schaerbeek, em Bruxelas, de onde partiram na terça ao amanhecer de táxi o trio de extremistas, segundo a procuradoria federal belga.

Desde segunda-feira ele era procurando como parte da investigação sobre os ataques em Paris. A procuradoria descobriu que ele utilizada uma identidade falsa, de Soufiane Kayal.

Sob esse nome falso, ele alugou uma casa em Auvelais, perto de Namur, utilizada por alguns membros dos ataques de 13 de novembro e que foi invadida em 26 de novembro.

Traços de seu DNA foram encontrados no local, bem como no esconderijo de Schaerbeek, onde foram confeccionados os cintos explosivos e por onde o principal suspeito dos atentados de Paris, Salah Abdeslam, passou.

Laachraoui, que partiu para a Síria em fevereiro de 2013, foi julgado à revelia, em fevereiro, em Bruxelas, pelo recrutamento de combatentes e condenado a 15 anos de prisão.

Além da dupla explosão no aeroporto de Bruxelas-Zaventem, outro ataque suicida foi realizado na terça-feira em uma estação de metrô da capital belga, no coração do bairro europeu. O homem-bomba Khalid El Bakraoui morreu na explosão.

Os atentados de Bruxelas fizeram um total de 31 mortos e 270 feridos.

bur-mad/agr/fjb/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos