Amigo violoncelista de Putin no centro da rede do 'Panama Papers'

Moscou, 4 Abr 2016 (AFP) - Ele é amigo de Vladimir Putin e padrinho de uma de suas filhas, mas há 24 horas, o violoncelista Sergei Rolduguin está no centro de uma rede de empresas de fachada de amigos do presidente russo, de acordo com o jornal independente Novaia Gazeta.

Citando os 11,5 milhões de documentos divulgados pelo Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ), o Novaia Gazeta afirma ter descoberto as disposições financeiras que permitiram que pessoas próximas ao presidente russo escondessem até 2 bilhões de dólares em paraísos fiscais.

Amigo de infância de Vladimir Putin, Sergei Rolduguin, de 64 anos, violoncelista no teatro Mariinsky, aparece como o testa de ferro nesta rede de empresas de fachada operadas pelo escritório panamenho Mossack Fonseca, de onde os documentos foram vazados.

Serguei Rolduguin é apontado como proprietário das empresas Sonnette Overseas Inc. (SOI) e International Media Overseas (IMO), que adquiriram importantes setores da economia russa através de outras empresas offshore, em uma estrutura semelhante à de um jogo de bonecas russas, segundo Novaia Gazeta.

O jornal dá como exemplo: o carro-chefe da indústria automobilística russa, Kamaz, que passou 2008 ao controle de Avto Holdings Ltd, de propriedade da SOI, com ajuda ativa do banco de investimentos Troika Dialog, que, desde então, pertence a Sberbank, o maior banco público.

Os investimentos servem, por vezes, para comprar iates ou hotéis para uso pessoal da oligarquia russa. Assim, 40 milhões de rublos foram investidos em 2012 na estação de esqui Igora, onde em 2013 a filha mais nova de Vladimir Putin, Katerina, casou-se, segundo Novaia Gazeta

Como Serguei Rolduguin, a maioria dos russos envolvidos na trama são amigos de Putin.

Rolduguin conheceu o presidente russo em 1977 e, "desde então, nunca nos separamos", segundo relatou em uma biografia de Vladimir Putin publicada em 2000.

Para o maior opositor do Kremlin, Alexei Navalny, "Putin tinha a idea de esconder o dinheiro que robou nos lugares mais inesperados, com as pessoas mais imprevisíveis".

Nesta segunda-feira, o porta-voz do Kremlin, Dimitri Peskov, acusou ex-agentes da CIA e do Departamento de Estado americano de estar por trás do vazamento do chamado "Panama Papers" e acrescentou que "o principal alvo detes ataques é nosso país, nosso presidente".

all/tbm/kat/ib/es/eg/mr

ROSNEFT

GAZPROM

SBERBANK ROSSII OAO

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos