EUA anunciam medidas para impedir evasão fiscal de multinacionais

Washington, 4 Abr 2016 (AFP) - Os Estados Unidos anunciaram nessa segunda-feira novas normas para conter a onda de fusões de empresas americanas com estrangeiras a fim de pagar menos impostos.

Com o novo regime será mais difícil para as companhias americanas comprar empresas de países que cobram menos impostos, fixando ali seu domicílio fiscal, segundo informou o secretário do Tesouro Jacob Lew.

"Muitas dessas companhias continuam aproveitando os benefícios de estarem baseadas nos Estados Unidos -incluídas nossas normas de direito, a mão de obra qualificada, a infraestrutura e a pesquisa e desenvolvimento- enquanto transferem uma maior carga fiscal a outras empresas e famílias americanas", disse Loew.

As normas anunciadas nesta segunda-feira se somam a outras já lançadas em novembro para conter a onda de investimentos no exterior, que faz emigrar dos Estados Unidos bilhões de dólares, especialmente no setor farmacêutico.

Isso inclui a projetada operação da Pfizer de comprar a irlandesa Allergan por 160 bilhões de dólares e supostamente fixar ali sua sede. Segundo os opositores ao negócio, a Receita dos Estados Unidos deixaria de arrecadar aproximadamente 35 bilhões de dólares.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos