Amigo do autor da matança em igreja nos EUA será julgado

Miami, 8 Abr 2016 (AFP) - Um americano que não havia alertado às autoridades que seu amigo planejava um ataque contra uma igreja da comunidade negra de Charleston no ano passado, que deixou nove mortos, será julgado no final de junho, segundo documentos judiciais.

O julgamento de Joseph Meek, de 21 anos, foi marcado para o dia 27 de junho na Corte de Charleston, na Carolina do Sul, e as autoridades esperam que dure aproximadamente duas semanas, segundo um documento apresentado esta semana.

Meek, que se declarou inocente e está livre sob fiança, é acusado de ter ocultado informações sobre as intenções de seu amigo Dylann Roof e de haver mentido aos agentes do FBI que investigavam o ataque orquestrado no dia 17 de junho de 2015.

Caso o considerem culpado, poderá ser condenado a até oito anos de prisão.

Dylann Roff, de 22 anos, foi acusado de ter matado nove paroquianos que se encontravam na simbólica igreja da comunidade negra, a Emanuel African Methodist Episcopal Church (AME), no que constituiu o pior assassinato em massa racista da história recente dos Estados Unidos.

Roof enfrentará, a partir do dia 11 de julho, um julgamento estatal em Charleston. Os promotores da Carolina do Sul desejam que lhe seja imposta a pena de morte.

Além disso, Roof também enfrenta acusações de assassinato, tentativa de assassinato e crime racista ante uma corte federal, embora a data de sua audiência ainda não tenha sido estabelecida na expectativa de que o Departamento de Justiça decida se pedirá a pena máxima.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos