Combates deixam 34 rebeldes mortos no Paquistão

Quetta, Paquistão, 9 Abr 2016 (AFP) - As forças paramilitares paquistanesas mataram ao menos 34 rebeldes secessionistas durante os três dias de combates na província do Baluchistão (sudoeste), anunciaram as autoridades neste sábado.

"As forças de segurança mataram 34 terroristas depois de três dias de combates na zona de Kalat", declarou o ministro do Interior do Baluchistão, Sarfaraz Bugti, em uma coletiva de imprensa em Quetta, a capital da província.

Um soldado morreu durante os combates, indicou o ministro, acrescentando que as autoridades apreenderam armas, munições, dinheiro e aparelhos de comunicação.

Bugti disse que o comandante dos rebeldes, Abdul Nabi Bungalzai, buscado em conexão com a morte em 2011 do juiz Mir Mohammad Nawaz Marri, estava entre os mortos.

Os rebeldes formavam parte do Exército de Libertação do Baluchistão (BLA), responsável por ataques e sequestros, segundo as autoridades.

Desde 2014 há um conflito sangrento entre o poder central paquistanês e os rebeldes do BLA, que exigem a secessão da província, a mais pobre do país, apesar de seus recursos mineradores.

mak-mmg/ds/abk/mct/jz/eg/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos