Organização de Cooperação Islâmica denuncia apoio do Irã ao 'terrorismo'

Istambul, 15 Abr 2016 (AFP) - A Organização de Cooperação Islâmica (OCI) denunciou nesta sexta-feira em Istambul, na declaração de encerramento da sua cúpula anual, o "apoio ao terrorismo" por parte do Irã.

"A Conferência lamenta a interferência do Irã nos assuntos internos dos Estados da região e de outros Estados-Membros, incluindo Bahrein, Iêmen, Síria e Somália, e denuncia o seu apoio ao terrorismo", aponta a declaração final da cúpula, que reuniu trinta chefes de Estado e representantes de 56 países.

O presidente iraniano, Hassan Rohani, não participou da reunião de encerramento para protestar contra a declaração, segundo a imprensa iraniana.

O presidente iraniano viajará no sábado a Ancara para uma visita oficial, durante a qual será recebido pelo presidente Recep Tayyip Erdogan.

A Turquia reforçou os seus laços com a Arábia Saudita nas últimas semanas, mas ainda aposta no desenvolvimento dos laços comerciais com o Irã.

No discurso de encerramento, o presidente turco pediu aos muçulmanos para combater conjuntamente os "três males" que afetam esta comunidade: "o sectarismo, o racismo e o terrorismo".

A OCI também condenou o movimento xiita libanês Hezbollah, que no mês passado foi listado pelas seis monarquias do Golfo e pela Liga Árabe como um grupo "terrorista".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos