EUA reafirma apoio a negociações de paz para Síria

Washington, 19 Abr 2016 (AFP) - Os Estados Unidos reafirmaram nesta terça-feira que as negociações de paz mediadas pela ONU seguem sendo a melhor opção para a Síria, apesar do incremento da violência e do afastamento da oposição.

Bombardeios aéreos atribuídos ao governo sírio provocaram a morte de ao menos 44 civis em mercados nesta terça-feira, um dia após a oposição síria anunciar a "suspensão" de sua participação nas negociações em Genebra.

Apesar do aparente rompimento das negociações, o porta-voz do departamento de Estado John Kirby disse que Washington ainda acredita que a trégua se mantém, urgindo os grupos opositores a retomar o diálogo.

"Seguimos confiando no processo político, na importância destas conversações", disse Kirby.

A oposição síria anunciou na véspera ao enviado especial da ONU, Staffan de Mistura, que suspendia sua participação "formal" nas negociações ao considerar "inaceitável" seu prosseguimento enquanto Damasco segue "bombardeando e matando civis de fome".

A coalizão síria de oposição, que reúne as principais formações no exílio, denominou estes ataques - entre os mais mortais registrados desde o início do cessar-fogo - de "massacres".

O regime em Damasco está disposto a discutir a criação de um governo de coalizão com a oposição, mas não admite negociar a saída do presidente Bashar al Assad, declarou nesta terça-feira Bashar al Jaafari, embaixador da Síria na ONU.

O futuro de Assad é o principal ponto de discordância entre os dois lados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos