Professor condenado a 508 anos de prisão por pedofilia na Turquia

Istambul, 20 Abr 2016 (AFP) - Um professor turco foi condenado nesta quarta-feira a mais de 508 anos de prisão cometer abusos sexuais contra dez menores, informou a agência Anatolia.

Muharrem Buyukturk, um educador de 54 anos de uma fundação religiosa, foi considerado culpado por ter cometido, entre 2012 e 2015, de abusos sexuais contra dez minutos, entre 12 e 14 anos, aos quais dava aulas particulares, e condenado a 508 anos e três meses de prisão.

Acusado também de ter mostrado imagens pornográficas a suas vítimas, ele negou enfaticamente as acusações ante o tribunal de Karaman, sul da Turquia.

Durante o breve processo, de um dia e meio, o promotor pediu uma pena de 600 anos de prisão.

O caso abalou tanto a pequena cidade conservadora de Karaman, como todo o país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos