VW alcança princípio de acordo nos EUA sobre carros com motores manipulados

San Francisco, 21 Abr 2016 (AFP) - A montadora alemã Volkswagen (VW) chegou a um "princípio de acordo" nos Estados Unidos para evitar um julgamento por quase 480.000 carros a diesel com dispositivos que adulteravam os resultados das emissões de gases poluentes, anunciou o juiz Charles Breyer.

"As partes alcançaram um plano concreto e chegaram a um princípio de acordo que deveria solucionar o problema para a maioria dos carros envolvidos", disse Breyer.

O juiz determinou que o teor das discussões e os detalhes do acordo devem ser confidenciais, mas antecipou que contempla "compensações importantes".

A VW dará aos donos dos carros a opção de comprar os veículos, repará-los ou anular o saldo pendente de pagamento, se for o caso. Também aceitou criar um funco para financiar medidas de proteção do meio ambiente, indicou o magistrado.

Breyer havia estabelecido esta quinta-feira como prazo final para que a WW chegasse a um acordo com as autoridades americanas e os donos dos carros, sob pena de iniciar um julgamento.

As partes têm agora até 21 de junho para enviar a documentação ao juiz, que marcou para o dia 16 de julho uma audiência para a aprovação preliminar do acordo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos