Argentina anuncia que pagou dívida aos fundos "abutres"

Nova York, 22 Abr 2016 (AFP) - A Argentina notificou nesta sexta-feira o juiz federal americano Thomas Griesa sobre o pagamento aos fundos "abutres" e outros demandantes da dívida em default desde 2001. O governo argentino pediu ao juiz a suspensão definitiva das medidas que impedem que o país tenha acesso mercados financeiros.

Em uma carta enviada por seu advogado Michael Paskin, o governo do presidente Mauricio Macri informou que "a República realizou o pagamento completo conforme os termos específicos de cada acordo" com os demandantes com os quais se comprometeu até 29 de fevereiro.

Depois de cumprir com este requisito final, a Argentina pediu ao juiz Griesa que assine uma ordem para confirmar a "suspensão das cautelares em todas as causas" contra e deixe definitivamente o default de 2001, ficando livre para voltar aos mercados financeiros sem qualquer restrição.

A Argentina pagou aos fundos "abutres" NML Capital e Aurelius e outros demandantes com dinheiro proveniente de uma emissão de 16,5 bilhões de dólares autorizada por Griesa.

Em sua ordem de 2 de março, o juiz de Nova York exigiu como primeira condição que a Argentina derrogasse as leis que impediam um acordo com os fundos que não aderiram às reestruturações, aceitas por 93% dos credores, o que o Congresso do país cumpriu em 31 de março.

A segunda condição era o pagamento a todos os credores judiciais com os quais se chegou a um pré-acordo em 29 de fevereiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos