ONU considera construtivo início de negociações sobre o Iêmen

Cidade do Kuwait, 22 Abr 2016 (AFP) - O mediador da ONU para o Iêmen considerou construtivas as negociações de paz em andamento no Kuwait, mas apelou a todas as partes a suspender os ataques aéreos e os lançamentos de mísseis, a fim de manter o cessar-fogo em vigor desde 11 de abril.

Ismail Ould Cheikh Ahmed fez o apelo ao final do segundo dia de negociações de paz no Kuwait entre os rebeldes xiitas huthis e seus aliados, unidades militares leais ao ex-presidente Ali Abdullah Saleh, e o governo.

"Não deve haver ataques aéreos ou ataques com mísseis", disse o diplomata da ONU em uma coletiva de imprensa.

Ele também informou sobre reclamações de ambos os lados de violações da trégua.

Ismail Ould Cheikh Ahmed declarou que contactou Riad, que lidera uma coalizão árabe envolvida no conflito desde março de 2015 em apoio ao governo, sobre a continuação dos ataques aéreos. A Arábia Saudita afirmou que os ataques visavam apenas abortar as tentativas dos rebeldes de avançar e violar o cessar-fogo, acrescentou.

As partes em conflito têm tido "negociações construtivas", ressaltou o enviado da ONU.

"Houve um consenso sobre o reforço do cessar-fogo e as duas partes estão convencidas da necessidade de alcançar a paz", disse ele.

Estas negociações de paz, que visam acabar com 13 meses de conflito, continuarão no sábado, concluiu o enviado da ONU.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos