Terrorista de Bruxelas era carcereiro de reféns estrangeiros na Síria

Paris, 22 Abr 2016 (AFP) - Najim Laachraoui, um dos jihadistas que se explodiram no aeroporto de Bruxelas, em 22 de março, foi identificado por vários ex-reféns franceses na Síria como um de seus carcereiros.

Quatro jornalistas franceses - Didier François, Pierre Torrès, Edouard Elias e Nicolas Hénin - ficaram detidos como reféns na Síria em 2013 e 2014, e vários deles reconheceram Laachraoui como um de seus carcereiros, que atendia pelo nome de Abu Idriss, segundo fontes das investigações.

Najim Laachraoui, belga de 24 anos, se explodiu no aeroporto de Zaventem-Bruxelas junto a Ibrahim El Bakraoui. Um terceiro jihadista, identificado depois como Mohamed Abrini, também participou desse atentado, mas fugiu antes de se explodir.

Dois outros extremistas foram identificados por reféns franceses, Mehdi Nemmouche, acusado do atentado contra o Museu Judeu de Bruxelas, e Salim Benghalem, amigo dos irmãos Kouachi e Amédy Coulibaly, autores dos atentados cometidos na França, em 2015.

zap-arb-mc/meb/cn

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos