Militantes islâmicos executam canadense nas Filipinas

Ottawa, 25 Abr 2016 (AFP) - Um canadense sequestrado por militantes islâmicos nas Filipinas foi executado, informou o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau.

"Sinto-me ultrajado com a informação de que um cidadão canadense, John Ridsdel, que estava sequestrado nas Filipinas desde 21 de setembro de 2015, morreu nas mãos de seus captores", afirmou Trudeau, acrescentando que há gestões em curso para obter a libertação de um segundo canadense, que continua em cativeiro junto com um norueguês nas Filipinas.

O primeiro-ministro indicou que este segundo canadense, Robert Hall, foi sequestrado com Ridsdel e sua companheira filipina no porto de um hotel resort.

Há "esforços" para a sua libertação "em andamento", disse Trudeau.

"O Canadá condena sem reservas a brutalidade" dos seus raptores pertencentes ao grupo Abu Sayyaf, acrescentou o chefe do governo canadense.

No começo do dia, a polícia das Filipinas havia anunciado a descoberta da cabeça decapitada de um estrangeiro na ilha de Jolo (1.000 km ao sul de Manila), horas depois de expirado o ultimato dado pelo Abu Sayyaf, que exigiu a entrega de 20 milhões de euros para a libertação dos três reféns.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos