Ataque a tiros termina com onze mortos em Cabo Verde

Dacar, 26 Abr 2016 (AFP) - Onze pessoas, entre elas oito militares e dois técnicos espanhóis, morreram em um ataque a tiros, nesta terça-feira, contra um centro de telecomunicações militar ao norte da capital, anunciou um porta-voz da polícia à rádio e à televisão locais.

O ataque ocorreu em Monte Tchota, onde fica este centro de telecomunicações sob controle do Exército, informou o porta-voz. Além dos oito militares e dos dois técnicos espanhóis, um civil cabo-verdiano também morreu, explicou a fonte.

"As vítimas são do sexo masculino, com idades entre 20 e 51 anos", revelou o governo em um comunicado.

"Um soldado que trabalha neste centro militar está desaparecido e há indícios claros de que ele foi o autor do ataque", acrescentou o governo em um comunicado, no qual pediu "calma e serenidade" à população.

"Não há vínculos entre estes acontecimentos e o narcotráfico", segundo o texto, enquanto meios de comunicação evocavam uma possível represália, após importantes apreensões de drogas recentemente no arquipélago.

"Segundo os primeiros elementos, estes atos têm como origem motivações pessoais", acrescentou o comunicado.

Após o ataque, as autoridades constataram o desaparecimento de nove fuzis e munições, que foram encontrados horas depois em um carro estacionado em Praia, capital cabo-verdiana.

Os dois técnicos espanhóis estavam em missão profissional no centro militar e o civil trabalhava com eles, destacaram as fontes.

Um porta-voz do ministério espanhol das Relações Exteriores confirmou a morte dos dois cidadãos, sem dar maiores detalhes.

str-sst/cs/fjb/jz/mvv/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos