Líderes iranianos criticam EUA por fundos bloqueados

Teerã, 27 Abr 2016 (AFP) - O guia supremo iraniano Ali Jamenei e o presidente Hassan Rohani criticaram duramente na quarta-feira a decisão da justiça americana de bloquear 2 bilhões de dólares, segundo a imprensa oficial.

"Os Estados Unidos provocam perturbações (...) e depois se queixam da desconfiança dos demais", declarou o aiatolá Jamenei em uma concentração de milhares de trabalhadores em Teerã.

"Dizem que os bancos estrangeiros podem efetuar transações com o Irã, mas na verdade praticam a 'iranofobia' para impedir as relações", acrescentou.

Na semana passada, a Suprema Corte americana decidiu que o Irã deve indenizar com 2 bilhões de dólares mil famílias de vítimas de atentados fomentados ou apoiados pelo o Irã, e por isso bloqueou investimentos do banco central iraniano em contas nova-iorquinas.

O presidente Rohani classificou a decisão de "roubo descarado" e de "grande desonra" para a justiça americana, segundo o site da presidência.

"É uma ação totalmente ilegal e contraria as regras internacionais e a imunidade dos bancos centrais", declarou Rohani.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos