Marinha dos EUA espera 'normalização' com Rússia no Báltico

Washington, 2 Mai 2016 (AFP) - O comandante da Marinha dos Estados Unidos, almirante John Richardson, espera uma "normalização" com a Rússia no Mar Báltico, após vários incidentes entre navios e aviões russos e americanos durante as últimas semanas, informou o Pentágono nesta segunda-feira.

Aviões russos se aproximaram em várias ocasiões de navios e aviões militares americanos no Báltico nas últimas semanas.

Na sexta-feira, um avião de observação americano RC-135 foi interceptado no Báltico por um caça russo SU-27 de forma "perigosa e não profissional", segundo o comandante das forças americanas.

Em meados de abril, vários aparelhos russos sobrevoaram o destróier "USS Donald Cook" no Báltico.

"Espero que possamos deter este tipo de atividade", declarou o almirante Richardson, precisando que Washington "busca uma espécie de normalização" com a Rússia para evitar que a situação se degenere.

O almirante Richardson conclamou Moscou a respeitar a convenção Incsea, um acordo firmado pelas Marinhas americana e soviética em 1972 para evitar as aproximações perigosas no mar.

lby-wat/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos