16 civis mortos em ataque na República Democrática do Congo

Kinshasa, 4 Mai 2016 (AFP) - Ao menos 16 civis morreram na terça-feira à noite em um ataque em um vilarejo na região leste da República Democrática do Congo (RDC), cenário frequente de massacres, informaram as autoridades locais e a ONU.

"Entre as 20H00 e as 22H00 o inimigo superou as posições do exército para matar, degolar pessoas pacíficas em suas casas", declarou o administrador da região de Beni, Bernard Amisi Kalonda, sem explicar se os ataques foram cometidos por rebeldes ugandeses das Forças Democráticas Aliadas (ADF).

"Os 16 corpos estão na minha frente, foram mortos a machadadas ou facadas", declarou Amisi por telefone à AFP de Goma.

"Por volta das 20H00, ouvimos gritos e tiros", disse Adona Lesse, líder do vilarejo de Eringeti.

O general Jean Baillaud, comandante dos capacetes azuis da missão da ONU na RDC, informou à AFP um balanço de 17 mortos.

As autoridades geralmente atribuem aos rebeldes ugandeses da ADF os massacres e ataques contra civis na região de Beni e na vizinha Ituri.

De acordo com a ONU, os ataques mataram mais de 500 civis desde 2014.

str-bmb/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos