Balseiros cubanos são resgatados após uma semana à deriva no Golfo do México

Miami, 4 Mai 2016 (AFP) - Seis migrantes cubanos a bordo de uma precária embarcação de madeira foram resgatados no Golfo do México após uma semana à deriva, informaram nesta quarta-feira as autoridades migratórias americanas.

Um avião de vigilância da Agência dos Estados Unidos para a Imigração e Alfândegas (CBP) detectou em 21 de abril um pequeno barco de madeira no sul do Golfo do México, no qual algumas pessoas agitavam os braços em sinal de socorro, segundo um comunicado da CBP.

A aeronave enviou as coordenadas a um cargueiro que estava na área, e que, em menos de duas horas, conseguiu alcançar e resgatar os seis cubanos na embarcação.

De acordo com o capitão do cargueiro "H. A. Sklenar", os cubanos estavam à deriva há uma semana, tempo em que ficaram sem comida e quase sem água potável.

As autoridades americanas registraram uma recente escalada na migração de cubanos para os Estados Unidos, onde recebem benefícios.

Segundo a lei, se os cubanos tocarem o solo americano podem ficar no país, enquanto se forem recuperados no mar são repatriados.

Os cubanos temem que o processo de normalização das relações iniciadas por Washington e Havana em dezembro 2014 acabe com esse benefício.

Faltando pouco menos de cinco meses para terminar o atual ano fiscal, mais de 3.500 cubanos tentaram chegar na costa dos Estados Unidos, de acordo com a Guarda Costeira, contra 4.473 durante o ano fiscal de 2015 (outubro de 2014 a setembro de 2015).

Dezoito migrantes cubanos foram resgatados em março com desidratação grave perto da costa da Flórida depois de três semanas no mar. Os resgatados relataram que nove de seus companheiros tinham morrido na travessia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos