Futuro do premiê turco é incerto

Istambul, 5 Mai 2016 (AFP) - O governista Partido da Justiça e o Desenvolvimento (AKP) fará nas próximas semanas um congresso extraordinário - informaram as emissoras NTV e CNN Türk, no momento em que o futuro do primeiro-ministro turco parece incerto.

O chefe de governo turco, Ahmet Davutoglu, também líder do AKP, reuniu-se nesta quarta-feira à noite por mais de uma hora e meia com o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan. O encontro foi crucial, depois das divergências entre ambos nas últimas semanas.

Os estatutos do AKP preveem que o chefe de governo também seja o presidente do partido. Isso significa que Davutoglu pode abandonar as funções de primeiro-ministro se não revalidar seu cargo de presidente do partido.

Nenhuma declaração foi divulgada após a reunião, mas a agência de notícias pró-governo Anatolia informou que Davutoglu se reúne nesta quinta com a cúpula partidária, a partir das 5h (horário de Brasília).

Segundo o analista Abdülkadir Selvi, Davutoglu não deve apresentar sua candidatura à presidência do PKK durante o congresso.

"O congresso deve se reunir antes do final do mês do Ramadã [que começa em 6 de junho]. Em relação ao primeiro-ministro Ahmet Davutoglu, não apresentará sua candidatura" e, nesse sentido, perderá seu cargo, disse Selvi à CNN Türk.

Entre os possíveis sucessores de Davutoglu, dois ministros aparecem como favoritos: Binali Yildirim, ligado a Erdogan e atual ministro dos Transportes; e Berat Albayrak, ministro da Energia e genro do chefe de Estado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos