Incidentes na evacuação de escola de Paris ocupada por migrantes

Paris, 4 Mai 2016 (AFP) - A polícia evacuou nesta quarta-feira à força e usando bombas de gás lacrimogêneo um centro de ensino secundário em obras no nordeste de Paris onde um grupo de migrantes havia se instalado há duas semanas.

Na madrugada de 22 de abril, 150 migrantes ocuparam o edifício, em sua maioria afegãos, iemenitas, sudaneses, eritreus e somalis, provenientes de um acampamento ilegal de 1.600 pessoas instalado sob uma ponte do metrô.

Na terça-feira havia cerca de 300 pessoas, entre elas mulheres com crianças, duas grávidas e um deficiente físico, segundo um grupo de apoio aos migrantes.

Ao chegar, a polícia dispersou várias centenas de manifestantes que haviam formado uma corrente humana em frente à entrada da escola. Alguns manifestantes com os rostos cobertos lançaram projéteis contra a polícia, indicou uma jornalista da AFP no local.

A polícia entrou finalmente no edifício por outra porta e precisou retirar cadeiras e mesas para passar, explicou um membro do grupo de apoio.

"Esta escola está vazia e não serve para nada. Estas pessoas estão melhor aqui que na rua", disse Eric Coquerel, um responsável do Partido de Esquerda (extrema-esquerda).

O acampamento ilegal sob a ponte do metrô, junto à estação Stalingrad, foi desmantelado na segunda-feira pela terceira vez em dois meses.

cld-pau/nou/ros/pc/erl/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos