Milhares de pessoas fogem dos incêndios em cidade no Canadá

Montreal, 4 Mai 2016 (AFP) - Milhares de moradores fugiram de Fort McMurray, cidade canadense ao norte da província petrolífera de Alberta atingida por incêndios que os bombeiros ainda lutavam nesta quarta-feira para conter.

Os incêndios florestais, numerosos nesta estação na província, alcançaram rapidamente as primeiras casas e parques reservados para camping na região, onde muitas companhias de petróleo têm trazido trabalhadores em massa para alguns meses.

Com estes incêndios, "toda a cidade de Fort McMurray está sob uma ordem de evacuação obrigatória", declarou um pouco antes da meia-noite (03h00 no horário de Brasília) o Serviço de Alerta de Emergência de Alberta, em seu último boletim.

Difícil determinar exatamente o número de pessoas que embarcaram em seus veículos apressadamente, causando enormes engarrafamentos na estrada que atravessa a cidade de cerca de 100.000 habitantes, 400 km ao norte de Edmonton, capital de Alberta.

Imagens exibidas pelas emissoras de TV mostravam árvores em chamas a poucos metros dos veículos na estrada, o fogo queimando casas e uma densa fumaça negra.

Mais de 80.000 pessoas deixaram a cidade, de acordo com jornal local Fort McMurray Today.

"É uma situação assustadora e estressante para as pessoas que tiveram de deixar suas casas nessas condições", disse na terça-feira a primeira-ministra de Alberta, Rachel Notley.

"O objetivo é garantir a segurança das pessoas, levá-las para fora da cidade e assegurar que estão a salvo e seguras".

"Não houve feridos ou vítimas", indicou Notley, acrescentando que o hospital da cidade também havia sido evacuado.

Inicialmente limitada a uma dúzia de bairros no final da tarde de terça-feira, a evacuação foi estendida para toda a cidade, com os focos de incêndio em muitos lugares. Apenas os residentes na área do aeroporto puderam permanecer em suas casas.

Os incêndios ganharam força com os ventos de 50 km/h e logo atingiram os primeiros bairros devido à seca que afeta a província, onde os termômetros registraram recordes de quase 30ºC.

"No total, nove aeronaves lançavam água, uma dúzia de helicópteros e centenas de bombeiros" combatem o fogo e outros foram convocados, informou Bruce Mayer, vice-ministro da Agricultura para as Florestas.

Notley afirmou que 160 policiais também foram mobilizados para organizar a evacuação da cidade.

- Muro de fogo -Todas as companhias de petróleo, o coração da economia da região, organizaram abrigos de emergência em seus enormes alojamentos para os trabalhadores vindos de todo o país, mas também do exterior.

Estes locais estão parcialmente desertos desde a queda dos preços do petróleo há dois anos e milhares de demissões se seguiram.

Russell Thomas, residente de Fort McMurray, relatou à emissora pública CBC que se viu "frente a um muro de fogo" depois que retornou às pressas quando um posto de gasolina explodiu.

Várias construções já haviam queimado na noite de terça, como um hotel ou a totalidade de um grande parque para camping.

Todas as companhias de petróleo evacuaram seu pessoal não essencial e disponibilizaram seus alojamentos em um raio de 40 km de Fort McMurray.

Cerca de 20.000 habitantes fugiram para o norte na terça-feira à tarde, única saída para parte da cidade por causa do corte da auto-estrada no sul, pouco antes do aeroporto.

Outras 18.000 pessoas tomaram a direção sul, onde abrigos foram abertos, como o Centro de Exposições de Edmonton.

Enquanto muitos voos foram cancelados em razão das dificuldades dos passageiros de chegar ao terminal, as operações aeroportuárias foram mantidas.

Uma ponte aérea também está sendo analisada como uma medida excepcional, que "seria principalmente para pessoas com problemas médicos e a nossa prioridade seria levá-los" a outros estabelecimentos de saúde, explicou Notley.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos