ONG: vingança e desespero levam jovens sírios ao jihadismo

Beirute, 4 Mai 2016 (AFP) - Os problemas econômicos, a busca de um sentido à vida e o desejo de vingança são os principais fatores que impulsionam os jovens sírios a se somarem a grupos jihadistas, segundo um estudo divulgado nesta quarta-feira.

O relatório, produzido pela International Alert, uma ONG que ajuda os povos a buscar soluções pacíficas aos conflitos, está baseado em entrevistas com 331 sírios e seus familiares em Síria, Líbano e Turquia, dois países que acolhem um grande número de refugiados.

Segundo este estudo, os jovens de 12 a 24 anos são os mais dispostos a se somarem a grupos jihadistas, como o Estado Islâmico (EI) ou a Frente al-Nosra, braço sírio da Al-Qaeda.

Estão menos atraídos pela ideologia ultraconservadora destes grupos que pela "necessidade de ganhar sua vida, dar um sentido, recuperar sua dignidade, assim como pela crença em um dever moral de proteger, vingar ou defender".

Os jovens dizem que o fato de se unirem a grupos armados deu a eles "um verdadeiro objetivo na vida, uma honra e alto-estima", indica o estudo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos