Premiê do Iraque demite chefe de segurança após protestos na Zona Verde

Bagdá, 5 Mai 2016 (AFP) - O primeiro-ministro do Iraque, Haider al Abadi, demitiu o comandante das forças especiais na Zona Verde de Bagdá - perímetro de alta segurança onde está a sede do governo - depois que manifestantes irromperam na área fortificada, segundo um comunicado militar divulgado nesta quarta-feira.

A saída do general Mohamed Ridha pode significar que as forças da ordem adotarão uma linha mais dura contra os manifestantes, que têm previsto protestar no fim desta semana.

Os manifestantes, em sua maioria partidários do clérigo xiita Moqtada al Sadr, irromperam na Zona Verde e invadiram o Parlamento no sábado, o que representa uma falha de segurança sem precedentes.

O chefe de governo iraquiano decretou a substituição de Ridha pelo general Karim Abdu al Tamini, precisou o comunicado do Comando de Operações Conjuntas do Iraque.

Ridha beijou a mão de Sadr quando entrou na Zona Verde em março para um protesto organizado por este último, que exigia ao governo realizar reformas.

Os manifestantes têm previsto protestar de novo na sexta-feira, quando podem tentar voltar à Zona Verde, que abriga as principais instituições governamentais do Iraque, assim como várias embaixadas, como a dos Estados Unidos e a do Reino Unido.

O Iraque atravessa uma grave crise política há semanas. Vários partidos se opõem ao projeto do primeiro-ministro de formar um governo de tecnocratas, por medo de perderem privilégios.

ak-wd/jmm/jm/db/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos