UE: país que recusar cota de migrantes pagará 250.000 por cada refugiado

Bruxelas, 4 Mai 2016 (AFP) - A Comissão Europeia propôs nesta quarta-feira instaurar uma contribuição de solidariedade de 250.000 euros por pessoa para os países que se negarem a participar da divisão automática quando forem registradas chegadas em massa de solicitantes de asilo à UE.

Este montante será entregue ao país que receber um solicitante de asilo que outro membro do bloco não quiser acolher, indicou a Comissão Europeia.

A Comissão revelou nesta quarta suas propostas de modificação do regulamento de Dublim sobre o asilo.

A Comissão também deu seu aval para que cinco países da UE prolonguem os controles nas fronteiras internas do espaço de livre circulação Schengen por seis meses.

A medida permitirá que Alemanha, Áustria, Dinamarca, Suécia e Noruega mantenham os controles de fronteira que reinstauraram pela pressão migratória, assinalou o comissário para Migração, Dimitris Avramopoulos.

cds-pa/pc/cn

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos