Afeganistão registra 15.000 mortes em guerra em 2015 por retirada de tropas

Londres, 5 Mai 2016 (AFP) - Quinze mil pessoas morreram em 2015 na guerra do Afeganistão - o dobro em relação a 2014 - devido, em grande parte, à retirada das tropas estrangeiras do país, revelou nesta quinta-feira em Londres uma organização de estudos estratégicos.

"O conflito do Afeganistão foi o que sofreu um maior aumento (no número) de mortos" de todo o mundo, disse John Chipman, diretor do Instituto Internacional de Estudos Estratégicos (International Institute for Strategic Studies, IISS), na apresentação de um relatório sobre vítimas de guerras no mundo.

O número de mortos chegou a 15.000, o dobro em relação aos 7.500 de 2014, e mais de quatro vezes em comparação com os 3.500 registrados em 2013.

A retirada se traduziu em "uma forte ofensiva dos talibãs em todo o país durante quase todo o ano", sem se deter nem mesmo durante o inverno (boreal), disse o analista do IISS Jens Wardenaer.

No mundo, seis zonas ou países - Afeganistão, América Central, México, Nigéria e Síria - sofreram 80% das 167.000 pessoas mortas em conflitos em todo o mundo em 2015, incluindo aqueles provocados pelo narcotráfico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos