EUA repatriam 52 cubanos que tentaram chegar pelo mar

Miami, 5 Mai 2016 (AFP) - A Guarda Costeira dos Estados Unidos anunciou nesta quinta-feira que repatriou 52 cubanos que tentaram alcançar em balsas precárias a costa americana, onde recebem benefícios migratórios.

Os mais de 50 migrantes cubanos foram recuperados nos últimos dias de três embarcações diferentes quando navegavam pelo Estreito da Flórida, os 150 km de mar que separam Cuba do estado americano, indicou o comunicado da guarda-costeira.

"A Guarda Costeira observou um aumento constante das tentativas de migrar ilegalmente pelo mar de Cuba ao sudeste dos Estados Unidos" desde que Washington e Havana começaram o processo de normalização de suas relações, em dezembro de 2014, disse o texto.

O medo de que o degelo leve ao fim dos benefícios, que permitem que os cubanos permaneçam no país se alcançarem o solo americano, disparou a escalada migratória, admitem as autoridades americanas.

A Guarda Costeira transportou na quarta-feira os 52 cubanos à Baía de Cabañas, Cuba, seguindo a política que estipula que se os migrantes são recuperados no mar, são repatriados.

"As perigosas águas do Estreito da Flórida podem ser implacáveis contra aqueles que tentam estas travessias ilegais. As políticas migratórias não mudaram e convocamos as pessoas a não se lançarem ao mar em embarcações não aptas para a navegação", disse o capitão Mark Fedor da Guarda Costeira.

A mais de quatro meses do fim do atual ano fiscal, 3.563 cubanos buscaram chegar em balsas à costa americana, segundo dados da Guarda Costeira. Durante todo o anterior (outubro de 2014 - setembro de 2015), este número foi de 4.473.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos