Ao defender plano de reforma penal, Obama indulta mais 58 condenados por tráfico de drogas

Em Washington

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, indultou nesta quinta-feira 58 condenados, principalmente por tráfico de drogas, no momento em que defende uma reforma penal envolvendo crimes menores.

Obama perdoou 58 detentos, que cumpriam penas variadas - de prisão perpétua a poucos anos - por posse ou tráfico de drogas como crack e cocaína, anunciou a Casa Branca.

Em um texto intitulado "Um país com segundas oportunidades", Obama revela que seguirá "avaliando os pedidos individuais (de perdão), mas apenas o Congresso pode estabelecer as mudanças duradouras de que necessitamos".

"Não há qualquer sentido em condenar uma pessoa por tráfico de drogas sem violência a 20 anos de prisão e, em certos casos, a prisão perpétua. Uma pena excessiva não resolve, não torna a sociedade mais segura ou é algo bom para o contribuinte".

Obama defende há muito tempo uma reforma do sistema penal e para mostrar seu compromisso, visitou em julho passado uma prisão federal, um gesto inédito para um presidente em exercício.

Ao menos 2,2 milhões de pessoas estão nas prisões dos Estados Unidos, país que responde por 5% da população mundial e por 25% da população carcerária do planeta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos