Suprema Corte pode transformar EUA na Venezuela, alarma Trump

Washington, 5 Mai 2016 (AFP) - O pré-candidato republicano Donald Trump declarou, nesta quinta-feira, que, se não for eleito em novembro próximo, a Suprema Corte poderá transformar os Estados Unidos de uma forma "nunca vista" e transformar o país em algo parecido com Argentina, ou Venezuela.

Em entrevista à rede de TV CNBC, Trump disse que o futuro presidente americano deverá escolher vários juízes da mais alta instância jurídica dos EUA, e, portanto, mudar o país para sempre.

"Este país será totalmente diferente. Este país será a Argentina, será algo muito diferente do que é agora. Será a Venezuela. Não temos ideia do que está acontecendo na Suprema Corte", disse ele, agora único na disputa pela indicação do Partido Republicano para brigar pela Casa Branca.

O inesperado falecimento do juiz Antonin Scalia em fevereiro deixou a Suprema Corte americana com um número par de juízes - oito - dos nove que deve ter de acordo com seus estatutos.

O presidente Barack Obama designou o juiz Merrick Garland para o posto, mas o Senado se nega, terminantemente, a discutir essa nomeação, alegando que este é um ano eleitoral.

De acordo com analistas consultados por jornais como The Washington Post e The New York Times, o juiz Garland é considerado um moderado e, por isso, foi incluído previamente na lista de Obama sobre candidatos a uma vaga na Suprema Corte.

"Posso lhes dizer que, se não ganhar as eleições, terá mais gente como a que foi posta lá nos últimos anos, e teremos uma Suprema Corte que mudará este país em um nível nunca visto", disse Trump à CNBC.

O presidente que substituir Obama na Casa Branca, acrescentou, "terá de escolher talvez quatro, possivelmente cinco novos juízes. E, se não escolhermos os juízes corretos para a Suprema Corte, esse país mudará para sempre".

Ontem, Trump se tornou o único representante do Partido Republicano na corrida pela Casa Branca e deverá ser formalmente nomeado candidato à Presidência durante a Convenção Nacional Partidária prevista para julho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos