ONU denuncia 'crime de guerra' em bombardeio contra campo de refugiados

Genebra, 6 Mai 2016 (AFP) - Os bombardeios contra um campo de refugiados na Síria são um crime de guerra, afirmou nesta sexta-feira o Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos.

"Estes acampamentos de tendas estão instalados neste lugar há várias semanas e podem ser vistos facilmente do céu, dessa forma é extremamente improvável que esses ataques mortíferos sejam acidentais. É muito mais provável que sejam deliberados e constituam um crime de guerra", afirmou Zeid Ra'ad Al Hussein em um comunicado.

"Minha equipe e outras organizações farão todo o possível para realizar investigações e obter provas sobre o que parece ser um crime especialmente detestável e calculado contra um grupo extremadamente vulnerável de pessoas, a maioria das quais tiveram de fugir de Aleppo em fevereiro por culpa dos incessantes bombardeios", acrescentou o chefe da ACNUR.

Pelo menos 30 civis morreram nos bombardeios aéreos contra o campo de refugiados no norte da Síria, no momento em que uma trégua na castigada cidade de Aleppo acabava de entrar em vigor na quinta-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos