Bloqueio austríaco em fronteira com Itália seria catástrofe política, diz Juncker

Frankfurt am Main, 7 Mai 2016 (AFP) - Um bloqueio da Áustria em sua fronteira com a Itália na passagem alpina de Brenner para lutar contra o fluxo migratório seria uma catástrofe política para a Europa, advertiu neste sábado o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

A Áustria ameaça instaurar um dispositivo anti-migrantes na passagem de Brenner nos Alpes, uma das principais passagens fronteiriças com a Itália, se o governo italiano não tomar medidas para controlar melhor os fluxos migratórios que transitam por seu território e utilizam esta passagem para abandonar o país.

Mas este acesso entre Áustria e Itália é chave para os transportes europeus e uma porta entre a Europa do norte e a do sul, lembra Juncker, em uma entrevista aos jornais do grupo midiático alemão Funke Mediengruppe.

"Por isso, tudo o que bloquear Brenner terá não apenas graves consequências econômicas, mas também importantes consequências políticas", advertiu.

Juncker também mostrou sua preocupação em relação ao comportamento da Áustria na crise dos migrantes, que alimenta a tentação de fechar as fronteiras e faz com que os discursos de extrema direita sejam vistos como "apresentáveis" em outras partes da Europa.

"O que observamos na Áustria, vemos lamentavelmente em outros países europeus, onde os partidos jogam com o medo das pessoas", acrescentou.

Cerca de 2.500 caminhões e 15.000 carros circulam todos os dias, em média, pelo túnel de Brenner, eixo econômico crucial para a Itália e suas empresas exportadoras em direção ao norte da Europa.

Centenas de milhares de turistas alemães e do norte da Europa também utilizam esta passagem para veraneio na Itália.

A Áustria se encontra no cruzamento das duas principais rotas migratórias na Europa - via os Bálcãs e via a Itália - e viu transitarem por seu território centenas de milhares de refugiados em 2015, quando acolheu 90.000, ou seja, mais de 1% de sua população.

Para 2016, Viena fixou o limite em 37.500 solicitantes de asilo e durante o ano já registrou quase a metade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos