Líder religioso sufi é assassinado em Bangladesh

Dacca, 7 Mai 2016 (AFP) - O corpo com marcas de machadadas de um líder muçulmano sufi foi encontrado no noroeste de Bangladesh, anunciou neste sábado a polícia, que não descarta a pista islamita, duas semanas depois do assassinato de um professor reivindicado pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

Mohamad Shahidullah, de 65 anos, desapareceu na manhã de sexta-feira depois de sair de casa. Seu corpo foi encontrado em uma poça de sangue em um bosque de Rajshahi.

"Não era um sufi conhecido. Mas é possível que tenha sido morto por militantes islamitas", declarou à AFP o chefe da polícia do distrito de Rajshahi.

O assassinato deste professor sufi autoproclamado é similar a outros de membros de minorias religiosas cometidos por criminosos armados com machados ou facões, informou a polícia.

sa-erf/iw/mr/pjl/erl/eg/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos