Papa pede a médicos que rezem para que seja 'cada dia mais pobre'

Cidade do Vaticano (Vaticano)

  • Tony Gentile/Reuters

    Francisco abençoa criança em missa no Vaticano com a participação da ONG italiana Doctors with Africa, que promove cuidados com a saúde de populações africanas

    Francisco abençoa criança em missa no Vaticano com a participação da ONG italiana Doctors with Africa, que promove cuidados com a saúde de populações africanas

O papa Francisco, cujo estilo de vida modesto é bem conhecido, pediu neste sábado (7) a médicos e voluntários na África que rezem para que ele seja "cada dia mais pobre".

"Peço a vocês, por favor, que também rezem por mim. Para que o Senhor me torne cada dia mais pobre", disse ao receber no Vaticano os membros da associação Médicos com a África.

O papa argentino denunciou em seu discurso "as periferias geográficas" do mundo, referindo-se "aos países pobres do continente africano".

"Na África, muitas mães morrem durante o parto e muitas crianças não superam seu primeiro mês de vida devido à desnutrição e às grandes endemias", lamentou o pontífice.

Francisco também felicitou os voluntários desta associação, afirmando que passavam a imagem de uma Igreja "que não é uma 'superclínica para [gente] VIP', mas um 'hospital de campanha'".

Esta ONG atua há mais de 60 anos em vários dos países mais pobres da África, como Moçambique, Etiópia, Angola e Serra Leoa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos