Defensor dos direitos humanos é assassinado no Paquistão

Karachi, 8 Mai 2016 (AFP) - Um conhecido defensor dos direitos humanos do Paquistão foi assassinado na noite de sábado por homens armados na megalópole de Karachi (sul), anunciou neste domingo a polícia.

Khurram Zaki, de 40 anos, estava na noite de sábado com um amigo em um restaurante desta cidade de 20 milhões de habitantes quando quatro homens armados invadiram o local e o balearam, fugindo em duas motocicletas, indicou Arab Mehar, funcionário de alto escalão da polícia local.

"Khurram Zaki foi abatido e outras duas pessoas ficaram feridas", declarou à AFP Mehar, informando que uma investigação a respeito foi aberta.

Ex-jornalista, Khurram Zaki se converteu em um ativista conhecido no Paquistão, onde dirigia o site "Let us build Pakistán", no qual denunciava os atos de violência que ocorrem frequentemente neste país, majoritariamente muçulmano sunita, de 200 milhões de habitantes.

Khurram Zaki também havia se posicionado abertamente contra grupos islamitas armados, incluindo o Movimento dos Talibãs do Paquistão (TTP), que aumentou seus ataques contra os símbolos de poder e as minorias.

Neste domingo, muitas associações paquistanesas convocaram as autoridades a deter os autores do homicídio e a levá-los à justiça.

ak-sjd/cah/gl/pjl/jvb/eg/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos