Seis talibãs condenados à morte são executados no Afeganistão

Cabul, 8 Mai 2016 (AFP) - Seis talibãs condenados à morte foram enforcados neste domingo, informaram fontes do governo do Afeganistão, na primeira rodada de execuções aprovada pelo presidente Ashraf Ghani desde sua chegada ao poder, em 2014.

"Em conformidade com a constituição afegã, (o presidente) Ghani aprovou a execução de seis terroristas que cometeram crimes graves contra civis e contra a segurança pública", anunciaram a partir do palácio presidencial através de um comunicado.

Uma fonte governamental disse que os seis condenados eram talibãs.

O presidente afegão prometeu em abril uma dura resposta militar contra os talibãs e a aplicação de condenações severas contra os insurgentes, incluindo a pena de morte.

"O tempo da anistia terminou", disse pouco depois do registro de um atentado reivindicado pelos talibãs contra um edifício oficial de Cabul que deixou ao menos 64 mortos.

Os talibãs haviam anunciado dias antes o início de sua "ofensiva de primavera", lançando um ataque em Kunduz (norte).

As negociações de paz, que Cabul tentou retomar nos últimos meses com o apoio da China e dos Estados Unidos, parecem estar em ponto morto, enquanto os insurgentes exigem a saída das tropas estrangeiras como pré-condição para retomar o diálogo.

mam-us-ac/jac/ros/jvb/aoc/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos