Famílias de 3 dos 8 turistas mexicanos mortos pelo exército egípcio são indenizadas

Cairo, 9 Mai 2016 (AFP) - A Federação Egípcia de Agências de Viagens pagou 140.000 dólares a título de indenização financeira para três famílias dos oito turistas mexicanos mortos em 2015 em um bombardeio do exército egípcio, informou nesta segunda-feira um de seus diretores.

O porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Ahmed Abou Zeid, confirmou na segunda-feira o acordo alcançado entre a organização e as três famílias, sem, no entanto, mencionar o montante da indenização.

"As famílias das três vítimas beneficiaram, cada uma, de 140.000 dólares em troca do abandono de qualquer processo judicial", indicou à AFP Ahmed Ibrahim, tesoureiro da Federação Egípcia de Agências de Viagens e Turismo.

Ibrahim indicou que o advogado das três famílias assinou o acordo na semana passada.

Os oito turistas e seus quatro guias egípcios morreram em 13 de setembro de 2015, quando aviões de guerra e helicópteros bombardearam seus veículos a 250 km do Cairo, em um vasto deserto frequentemente visitado por turistas. O bombardeio durou três horas, de acordo com uma das turistas que sobreviveu ao ataque.

O governo egípcio se limitou a dizer que o incidente foi "um erro".

ht-tgg/gir/feb/jvb/eg/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos