Elizabeth II comete gafe ao chamar líderes chineses de 'rudes'

Londres, 11 Mai 2016 (AFP) - Gravada por uma câmera indiscreta, a rainha Elizabeth II cometeu uma raríssima gafe ao chamar de "muito rudes" as autoridades chinesas pelo seu comportamento durante a visita em outubro do presidente Xi Jinping ao Reino Unido.

Este incidente - que coincide com outra gafe diplomática cometida pelo primeiro-ministro David Cameron - ocorreu na terça-feira durante uma reunião entre a soberana e a chefe da polícia de Londres, Lucy D'Orsi, que descreveu as dificuldades encontradas durante a visita do presidente chinês de Xi Jinping.

Quando disseram à rainha que Lucy D'Orsi supervisionou a segurança deste evento, durante a tradicional garden party nos jardins do Palácio de Buckingham, ela reagiu: "Ah, que azar!".

"Eu não sei se você soube, mas foram momentos difíceis para mim", disse a oficial da polícia. Ao que a rainha respondeu afirmativamente.

Continuando sua descrição dos acontecimentos, a policial relatou como as autoridades chinesas deixaram um encontro com Barbara Woodward, embaixadora do Reino Unido na China, dizendo que sua visita havia acabado.

"Eles foram muito rudes com a embaixadora", declarou então a rainha. Uma afirmação um tanto incomum de uma chefe de Estado sobre outro país e, particularmente, vindo da monarca britânica, conhecida por suas reservas.

"Foi um pouco estressante, por vezes, em ambos os lados", admitiu o ministro das Relações Exteriores britânico, Philip Hammond, destacando, em um comunicado à imprensa britânica, que este tipo de visita de Estado implicava "desafios logísticos significativos".

Um porta-voz do palácio real não quis comentar "as conversas privadas da rainha". No entanto, insistiu no fato de que a visita de Xi Jinping foi "um franco sucesso", com todas as partes "trabalhando estreitamente para assegurar que tudo ocorra bem".

"Extraordinariamente corrompidos" O porta-voz do ministério chinês das Relações Exteriores, Lu Kang, também insistiu no fato de que a visita "de Estado do presidente Xi Jinping, no ano passado, foi um grande sucesso".

Quando a fala da rainha foi exibida pela televisão BBC World, a transmissão foi cortada na China, segundo canal britânico.

Mais cedo, no mesmo dia, o primeiro-ministro britânico se esqueceu novamente de uma câmera enquanto conversava com a rainha e classificou de "fantasticamente" corruptos a Nigéria e o Afeganistão, antes de receber nesta semana seus presidentes em uma cúpula contra a corrupção.

Cameron conversava com Elizabeth II e com o arcebispo de Canterbury, Justin Welby, em uma recepção pelo 90º aniversário da rainha.

"Líderes de alguns países fantasticamente corruptos vêm", disse, referindo-se à cúpula de quinta-feira em Londres. "Nigéria e Afeganistão, possivelmente os dois países mais corruptos do mundo", insiste, segundo as imagens transmitidas pela rede de televisão ITV.

O presidente nigeriano, Muhammadu Bahari, e o afegão, Ashraf Ghani, comparecerão à reunião de Londres de quinta-feira, assim como o colombiano Juan Manuel Santos e o secretário de Estado americano John Kerry.

O gabinete do primeiro-ministro não quis comentar as declarações, mas lembrou que os dois presidentes admitiram a magnitude do problema da corrupção em seus países.

Não é a primeira vez em que Cameron comete uma gafe. Em setembro de 2014 precisou se desculpar à rainha por dizer que ela ronronou de prazer, como fazem os gatos, quando soube do resultado do referendo da Escócia.

Cameron fez esta revelação ao ex-prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, em uma conversa que foi captada pelos microfones e câmeras da imprensa.

"A definição de 'alívio' é ser o primeiro-ministro do Reino Unido, telefonar à rainha e dizer a ela 'está tudo bem'", explicou nesta conversa.

mc-eg/fb/rap/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos