Estado Islâmico reivindica atentado que matou 52 pessoas em Bagdá

Bagdá, 11 Mai 2016 (AFP) - O grupo Estado Islâmico (EI) reivindicou o atentado suicida com carro-bomba desta quarta-feira que matou 52 pessoas e deixou 65 feridos perto de um mercado de Bagdá.

"Abu Suleiman al Ansari" detonou um carro-bomba no bairro xiita de Sadr City, anunciou o EI, que controla importantes territórios no Iraque, em um comunicado divulgado na internet.

O atentado, o mais violento na capital iraquiana em 2016, aconteceu em meio a uma crise política que pode prejudicar a luta contra o Estado Islâmico.

Depois do ataque, que destruiu várias lojas e automóveis, os moradores do bairro protestaram contra o governo, que é apontado como o culpado pela insegurança.

bur-sf/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos