Quatro gendarmes morrem em atentado suicida na Tunísia

Túnis, Tunísia, 11 Mai 2016 (AFP) - Quatro gendarmes morreram, nesta quarta-feira, quando um extremista acionou seu cinturão de explosivos durante uma operação antiterrorista no sul de Túnis - anunciou o Ministério tunisiano do Interior em um comunicado.

A operação foi posta em andamento com base nas informações fornecidas por outra diligência na localidade de Ariana, periferia da capital, Túnis, pela manhã. Nesta, dois supostos extremistas morreram, e 16 foram detidos.

"Recebeu-se informação relativa a um grupo terrorista entrincheirado em casas abandonadas (...) na localidade de Tataouine. Unidades da Guarda Nacional (gendarmeria) se deslocaram para o lugar e houve tiroteio com dois elementos terroristas", relatou o comunicado.

"Um elemento terrorista foi abatido, enquanto outro acionou seu cinturão de explosivos e matou dois oficiais e dois agentes da Guarda Nacional", completou o Ministério.

As unidades da Guarda Nacional realizaram essa intervenção em Mnihla, ao noroeste da capital, e apreenderam "kalashnikovs, granadas, pistolas e munições".

Segundo o Ministério, os detidos "procediam de diversas regiões" do país e "se reuniram (...) para preparar operações terroristas simultâneas".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos